Acompanhe o JB por e-mail

quarta-feira, 29 de março de 2017

Operação Mar de Lama em Valadares

Combate a desvios
de dinheiro público


Com o apoio do Ministério Público e da Polícia Militar do Estado, a Polícia Federal cumpriu quatro mandados de prisão preventiva contra três empreiteiros e o ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Governador Valadares. Sete mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. 

A PF apurou que pagamentos mensais eram, feitos a sócio oculto de empresa participante do certame, com o único propósito de ser inabilitada, para que a empresa vencedora da licitação não enfrentasse uma concorrência verdadeira. A propina representaria 14,4% do valor contratado pela obra de manutenção, orçada em mais de R$ 2 milhões. Duas motocicletas de luxo foram apreendidas em um dos endereços.

A 9ª fase da Operação Mar de Lama realizada nesta quarta-feira, dia 29, tem o objetivo de combater desvios de recursos públicos e  investigar suposto esquema de fraude em licitação da Prefeitura de Governador Valadares para a contratação de uma empresa de engenharia para serviços de manutenção em ruas. A suposta associação criminosa é investigada por supostamente pagar propina de R$ 350 mil para empresário em contrato com o município.



A Polícia Federal chegou a esta fase da operação após a delação premiada de um dos investigados na 1ª fase da Mar de Lama realizada em abril do ano passado. Segundo a PF, os investigados são suspeitos pelos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva e fraude em licitação. Somadas, as penas podem chegar a 19 anos de prisão.
(Fonte e imagens: TV Alterosa/Super Canal)


Polícia apreende munições armas de fogo

VIOLÊNCIA EM POCRANE
Irmãos derrubam casa de outro irmão!
Uma desavença familiar antiga terminou com o despejo de um dos irmãos da propriedade que pertence ao pai dos três irmãos envolvidos na confusão que aconteceu no dia 27 de março, na zona rural da cidade de Pocrane.

Segundo a vítima, Rui Quiel Pereira, de 41 anos, não é a primeira vez que o despejam da propriedade, só que desta vez os seus dois irmãos usaram armas de fogo, atirando em sua direção, e foram com uma máquina e capangas e acabaram por derrubar sua casa com todos os pertences dentro.

Policiais da PM de Ipanema foram acionados e fizeram um cerco, bloqueando e abordando os veículos suspeitos na noite do dia 27. Três suspeitos foram detidos, sendo dois deles irmãos da vítima. Nos veículos foram encontradas e apreendidas munições e três armas de fogo, sendo uma pistola .380, um revólver .38 e uma carabina .44. Foram recolhidas ainda 39 munições .380 e 15 munições .38.
Durante a abordagem dos veículos os suspeitos Rone Quiel Pereira, de 36 anos, o seu irmão Raul Quiel Pereira, de 32 e também Reinaldo Oliveira de Souza, de 39, foram detidos. Os acusados não quiseram falar com a imprensa.

Na delegacia, os suspeitos disseram que derrubaram a casa com a autorização do pai e negaram o disparo de armas de fogo ou ameaça. Reinaldo alegou que não participou do acontecido, afirmando que somente havia solicitado uma carona. Como em Ipanema a cadeia pública está desativada e o delegado só vem à cidade uma vez por semana, o caso foi encaminhado à Delegacia de Caratinga para as demais providências. (Fotos: Super Canal)


***