Acompanhe o JB por e-mail

terça-feira, 1 de março de 2016

Carreta imprensa bancária em Lajinha e ela morre

Carreta entrou na contra mão
Imprensou bancária que teve as pernas esmagadas

Populares observaram tudo de perto... alguns tentaram ajudar...



Liliane da Silva Dias Ferreira, 28 anos, moradora de Lajinha, sofreu ferimentos graves ao ser imprensada contra um muro por uma carreta que entrou na contramão na esquina da Igreja Católica, no centro da cidade.

A carreta teve que ser manobrada em marcha a ré para a retirada da vítima
O acidente aconteceu por volta das oito horas da manhã de hoje, terça-feira, dia 1º de março. Liliane ficou presa por muito tempo no local até que uma máquina da prefeitura ajudou para retirá-la do local  com fratura e esmagamento das duas pernas, sendo transferida para o Hospital César Leite, em Manhuaçu.
Por volta das 17h30, após várias horas passando por cirurgias, Liliane sofreu uma parada cardíaca e faleceu. Liliane deixa o marido Marcelo e um filho de 8 anos de idade.
Maxson Christiano, de 33 anos, o motorista que dirigia a carreta, disse que ia para Mutum e que teve que fazer uma manobra naquele lugar que é o único meio de passar por ali.




Liliane ficou imprensada nesse ponto do guarda mão...
O motorista disse que não viu quando a prancha da carreta invadiu o espaço da calçada e que não tinha visão pelo retrovisor e não viu a mulher na calçada e só parou porque houve muita gritaria de pessoas que presenciaram o acontecido.

De acordo com informações do Portal Giro Notícias, a ambulância do Pronto Atendimento Municipal de Lajinha com apoio de populares, profissionais de saúde, dos investigadores da Polícia Civil Walisson e Ramissés e dos policiais militares Cb PM Monteiro e Sd PM Soares foram para o local e, apesar do esforço, somente com a realização de manobra em marcha a ré no veículo, realizado pelo próprio condutor, é que foi possível a retirada da vitima.




A Perícia esteve no local...
A mulher foi socorrida em estado grave com fratura e esmagamento nas duas pernas e transferida inconsciente para o Hospital César Leite, em Manhuaçu. Mas não resistiu e veio a falecer. A Pericia da PC esteve no local e o condutor da carreta foi encaminhado para a Delegacia de Policia Civil.
O responsável pela empresa dona da carreta se colocou à disposição para dar o apoio necessário à família da vitima.

                                                                               (Fonte: Portal Giro Notícias - Fotos: Walter Luiz)

                                                                                                   Visite o Jornal DeBolso

Bandeira amarela nas contas de energia...

Contas de luz adotam bandeira
amarela e ficam mais baratas

Contas de energia elétrica podem baixar de valor

Começou ontem, dia 1º de março, o desligamento das 21 usinas termelétricas com preço de geração de energia superior a R$ 250 por megawatt-hora (MWh). Com isso, as contas de luz passarão a adotar a cor amarela, reduzindo o custo extra para R$1,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido. Essa taxa deixará de ser cobrada a partir de abril, quando será adotada a bandeira verde.

O sistema de bandeiras foi criado com o objetivo de informar mensalmente ao consumidor se a energia consumida por ele está mais cara ou mais barata. Com a melhora da situação dos reservatórios das hidrelétricas e a entrada de energia nova no sistema – caso, por exemplo, da fornecida pelas usinas de Belo Monte, Jirau e Santo Antônio – foi possível iniciar os desligamentos das termelétricas com custo mais caro de geração.

A decisão levou em conta também o comportamento de carga, influenciado pela redução de consumo. Apesar do cenário mais favorável, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mantém o alerta para que os consumidores façam uso eficiente de energia, de forma a combater os desperdícios e a evitar um futuro retorno às bandeiras vermelha ou amarela – o que implicaria a volta da taxa extra.

Ao fazer, em 25 de abril, o anúncio do desligamento, previsto para abril, das termelétricas com custo acima de R$ 211 por MWh, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse que a adoção da bandeira verde deverá resultar em redução média entre 6% e 7% na conta de luz.

Até o final de abril, 5 mil MW gerados pelas térmicas terão sido desligados do sistema, o que representará economia total de R$ 10 bilhões ao ano. Segundo Braga, mantida a previsão positiva da situação hidrológica, mais 2 mil MW gerados em usinas térmicas poderão ser desligados nos próximos meses.

Também entraram em vigor as novas regras da resolução que estabelece o Sistema de Compensação de Energia Elétrica. Por meio desse sistema, é possível que o consumidor instale pequenos geradores (painéis solares fotovoltaicos, microturbinas eólicas, entre outras fontes renováveis) em sua unidade consumidora e troque energia com a distribuidora local, de forma a reduzir os gastos com energia elétrica.

Ao simplificar a norma, a Aneel estima que até 2024 mais 1,2 milhão de consumidores passem a produzir sua própria energia – o que equivaleria a uma potência instalada de 4,5 gigawatts.
(Fonte: Agência Brasil)

Dilma anuncia novo Ministro da Justiça

Wellington César Lima e Silva,
é o novo ministro de Dilma
Wellington Cesar lima e Silva - Ministro da Justiça - Anunciado em 29 de fevereiro de 2016
De Brasilia chega a notícia, já anunciada coim antecedência pela imprensa, após vazamento que a própria presidente não gostou, de que o novo ministro da Justiça é Wellington César, que ocupava o cargo de procurador-geral da Bahia e é um forte aliado de Jaques Wagner, titular da Casa Civil da Presidência da República, tendo sido indicado por ela à presidente Dilma Rousseff.
O novo ministro da Justiça, Wellington César, foi indicado para o cargo por Jaques Wagner é tido como uma pessoa agradável, que trata bem a todos, mas ao longo de quatro anos como procurador-geral da Bahia atuou sem levar adiante ações que poderiam até custar o mandato de Jaques Wagner, que é filiado ao PT .  A presidente trocou o ministro José Eduardo Cardozo, de sua confiança pessoal, por alguém que ela nem conhece e é muito ligado ao ex-governador baiano.
Os filiados ao PT, destacam que as credenciais do ministro, por ser oriundo do Ministério Público, lhe darão as condições necessárias para o cargo, mas desejam ver andar sindicâncias que apuram eventuais desvios de conduta de profissionais da Lava-Jato, como supostos grampos ilegais na Superintendência da Polícia Federal, comandadas por Sergio Moro.

O substituto de José Eduardo Cardozo no Ministério da Justiça, já afirmou ser contra a "plena hegemonia" da polícia na condução de investigações criminais. Lima e Silva será responsável pelo orçamento da Polícia Federal, órgão vinculado à pasta. E poderá indicar o novo delegado-geral da corporação. Também fica a cargo dele a indicação do superintendente da PF no Paraná, berço da Operação Lava Jato.

Juristas questionam a indicação de um membro do MP para o Executivo. Em 2007, o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski vetou a nomeação de um promotor à Secretaria de Segurança do Paraná sob o argumento de que resultaria num "indesejável vínculo de subordinação de seus ocupantes com o Executivo, colocando em risco um dos mais importantes avanços da Constituição Federal de 1988, que é precisamente a autonomia do Ministério Público".

Wellington César Lima e Silva formou-se em 1988, em direito, pela Universidade Federal da Bahia, ingressou no Ministério Público em 1991. Foi promotor nas comarcas de Itagimirim, Tucano -cidade natal do marqueteiro do PT, João Santana, preso na Lava Jato-, e Feira de Santana. Quatro anos depois, foi promovido para Salvador, onde atuou na Promotoria de Justiça de Assistência, na 6ª Vara Crime e na Central de Inquéritos do MP. Também ocupou o cargo de assessor especial do procurador-geral de Justiça nos anos de 1996, 1999 e 2000.

Fonte: Internet.- Wikipedia
Foto: MP-BA/Divulgação - Reprodução
Publicado: 02 mar 2016

Maçonaria e Rotary fizeram entrega de manifesto ao prefeito de Manhuaçu

Prefeito de Manhuaçu recebe
manifesto do Rotary e Maçonaria
Mosquito Aedes Aegypti
 O crescente número de casos de Dengue em Manhuaçu está preocupando a sociedade em si e a Maçonaria e o Rotary Club fizeram entrega de um manifesto ao Prefeito Nailton Heringer cobrando da administração pública do município atitudes sobre o risco que pode se transformar em epidemia pela contaminação através do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Zika vírus, Dengue e Chikungunya.
Os representantes das entidades apontam no documento sugestões e medidas que podem ser tomadas pela Administração Pública na manhã do último dia de fevereiro estando presentes os maçons José Geraldo Moreira, Expedito Bertolace e João Pessoa e do presidente do Rotary Club André Amaral com o Prefeito Nailton Heringer e o Secretário de Planejamento Luís Carlos Rhodes (foto abaixo).


Diante da gravidade e do aumento de casos de dengue, destacando a importância do combate ao mosquito Aedes Aegypti através do envolvimento de toda a população, inclusive, com denúncia de locais com possíveis focos de criadouro a Maçonaria e o Rotary se posicionaram e estão divulgando manifesto público abaixo.

"À Prefeitura Municipal de Manhuaçu Adm. 2013/2016

Em evidência ao número alarmante da proliferação do mosquito Aedes Aegypti no Brasil e em especial em nossa cidade de Manhuaçu, nós da Maçonaria e Rotary Club de Manhuaçu, enquanto sociedade organizada, nos sentimos na obrigação de alertar e cobrar atitudes da administração pública de nosso município sobre o risco que pode se transformar em epidemia.
Através desse manifesto, a Maçonaria e o Rotary Club de Manhuaçu empenhamo-nos em contribuir com essa campanha e nos colocamos a disposição para ajudar nessa batalha contra o mosquito Aedes Aegypty que se transformou em principal inimigo da saúde publica.
Esse é o momento de juntarmos forças,de envolvermos toda a sociedade nessa batalha. Segue abaixo nossa relação de reivindicações e sugestões:

1. Mutirão de Limpeza.
Solicitamos que seja criado o um grande dia de limpeza geral em todos os bairros da cidade com empenho de toda sociedade, divulgados em todos os meios de comunicação (rádio, carros de som, jornais etc) da cidade para esse dia de mutirão onde todo o lixo será depositado na rua para ser recolhido pelos caminhões da Prefeitura. Repetido a cada mês.

2. Limpeza do Leito do Rio Manhuaçu.
Acreditamos que com esse mutirão, o lixo jogado no rio Manhuaçu ira diminuir o que precisa ser também limpo para evitar novos criadouros de mosquito.

3. Criação de um Canal de denuncias
Esse canal seria para receber denuncias de áreas de risco de criadouros para combate imediato em atendimento as denuncias.

4. Criação de Cartilhas Educativas.
Essas cartilhas seriam distribuídas em todas as escolas educando as crianças para cobrar mudanças de hábitos da família quanto a importância da limpeza contra o mosquito.

5. Uso de poder de Policia, e aplicação de multas para casos de resistência a entrada de agentes de saúde. O Prefeito dentro da lei tem essa prerrogativa.

Salientamos a importância dessas medidas e a necessidade de eliminarmos o mosquito.
Nessa Guerra contra a Dengue somos mais fortes, basta querermos.

Manhuaçu, 29 de Fevereiro de 2016
Publique-se e torne-se publico esse manifesto!
Maçonaria e Rotary Club de Manhuaçu"